"O inverno chegou". Essa é a frase que melhor descreve a batalha – ou massacre, como o próprio David Benioff (produtor executivo e escritor) prefere descrever – o último episódio de Game of Thrones, exibido através do canal HBO no último domingo (31 de maio). Para a alegria dos fãs, o vídeo que abre essa matéria foi publicado no canal oficial da série no YouTube e mostra em detalhes algumas cenas dos bastidores dessa luta épica.

O destaque vai para os efeitos especiais para mostrar o estado de putrefação dos wights – os "monstros atrás do portão". Os criadores da cena contam que foi preciso criar vários estágios para representar com fidelidade a situação daqueles que ainda estavam "frescos" e em decomposição. As roupas verdes tornam os wights muito menos assustadores do que eles pareciam durante a batalha.

Os wights não parecem tão assustadores vestindo essa roupa verde.

Uma sequência de horror

Além de destacar que a cena estava mais para um massacre, os produtores ainda afirmaram que toda a produção foi ambientada para parecer um sequência de terror – feito magistralmente alcançado por eles no oitavo episódio. David Benioff ainda comenta que a cena deveria ter sido ainda maior do que foi. Mas, como muito do que foi escrito originalmente era impossível de se reproduzir, tiveram a ideia de ocultar do espectador tudo o que acontecia por trás dos portões do acampamento dos Selvagens, no extremo norte.

As cenas do massacre foram criadas para o espectador não ver o que está vindo atrás do portão.

Figurantes bem treinados

De acordo com Rowley Irlam – coordenador de dublês –, também foi necessária a contratação de 220 figurantes para enriquecer a cena e torná-la ainda mais rica diante da câmeras. Eles foram treinados e os melhores selecionados para compor as batalhas finais do massacre.

Muitos figurantes foram contratados para enriquecer a cena da batalha.

Tem como não ficar surpreso com essa superprodução? É uma pena que a quinta temporada já esteja chegando ao fim.

Cupons de desconto TecMundo: