O clássico sci-fi expressionista alemão “Metropolis” está a caminho da TV. A obra deve ser adaptada em breve como um seriado pela Universal Cable Productions, que está empenhada em fazer do projeto um grande sucesso. Para isso, a produtora convocou um roteirista e diretor bastante prestigiado atualmente: Sam Esmail, criador do premiado ciberdrama “Mr. Robot”.

Segundo informações de bastidores, a série tem projeção de verba de US$ 10 milhões por episódio e está nos estágios iniciais de produção. Ela só deve ser lançada em dois ou três anos, período em que se espera que Esmail esteja ainda bastante envolvido com a trama do hacker Elliot Alderson. Não há muitos detalhes de como seria a participação do cineasta.

A conversão de uma obra-prima para os dias atuais

“Metropolis” fez história em 1927, nas décadas iniciais do cinema, ainda mudo. O longa do diretor Fritz Lang foi um dos primeiros de ficção científica e trouxe um futuro distópico, ambientado em 2026, em uma sociedade na qual ricos industrialistas criaram um regime totalitário. Nesse contexto, entre o Jardim dos Prazeres e a Cidade dos Operários, nasce um improvável romance que ameaça o sistema.

O filme foi um dos mais caros produzidos no período, com gastos que chegaram a atualizados US$ 24 milhões. Além disso, fez parte do movimento cinematográfico expressionista alemão, de onde saíram também “Nosferatu” e “O Gabinete do Doutor Caligari”. Foi malsucedido nas bilheterias, até porque era considerado extenso na época, com 158 minutos de duração. Mas depois se tornou um marco, pela vanguarda e por trazer, até hoje, temas atuais.

Terceira temporada do celebrado ciberdrama "Mr. Robot" vem aí em 2017

A ideia é que o criador de “Mr. Robot” possa trazer a contemporaneidade ao clássico e misturar os dilemas dos anos 2010 com os assuntos, conceitos e conflitos difundidos na história original, rodada há quase 100 anos. Ainda não há previsão de lançamento.

Cupons de desconto TecMundo: