Caso seja possível dar credibilidade a um documento vazado no site chinês Cnbeta, os fotógrafos (amadores e profissionais) devem ganhar em breve um salto tecnológico considerável na forma de um novo sensor fotográfico da Sony.

De acordo com os arquivos, o dispositivo deve ser capaz de capturar a luz de uma forma totalmente nova — o que foi batizado de Active Pixel Color Sampling —, resultando em câmeras com maior capacidade para registros noturnos e, de forma geral, com maior qualidade.

Os novos APCS (vale não confundir com o padrão APS-C, relativamente comum) deve ter medida de 1,5 polegada, com resolução de 4,85 megapixels. Embora isso pareça pouco diante da contagem convencional de pixels — e seu inegável chamariz —, fato é que, diante da proposta da Sony, o resultado podem ser imagens com resoluções surpreendentemente altas.

Vermelho, Verde e azul simultaneamente

A diferença substancial do novo sensor da Sony se encontra, na verdade, na forma como a luz é captada, de forma que uma contagem tradicional de pixels pode mesmo não fazer muito sentido. Enquanto os sensores digitais utilizados em câmeras atuais (avulsas ou de celulares) decompõem a luz incidente em registros distintos de vermelho, verde e azul, o APCS deve ser capaz de registrar todas as três cores em um único pixel.

Por trás da “mágica” se encontra um filtro eletrônico que pode se mover pela superfície do sensor. E essa confluência na recepção da luz deve apresentar várias vantagens, mesmo em nível teórico. Em primeiro lugar, os dados devem ser consideravelmente mais leves, de forma que o processamento pode ser muito mais rápido — o documento menciona, inclusive, o suporte para vídeos 2K com impressionantes 16 mil fps (quadros por segundo).

Além disso, por ser uma estrutura única a captar toda a luz, cada um dos pixels pode ser consideravelmente maior, ocasionando uma melhora significativa nos registros com baixa luminosidade. Além disso, conforme aponta o site Reframe, torna-se possível a existência de um obturador geral para todo o sensor — de forma que as tradicionais distorções por movimentos da câmera podem simplesmente desaparecer.

Em novas câmeras compactas ou no Xperia

Ainda não se sabe quando e como a Sony utilizará os novos APCS. Entretanto, já há quem aposte por aí que a tecnologia poderá ser encontrada dentro de gerações futuras dos smartphones da linha Xperia, embora também pareça natural que a fabricante tenha nos planos suas câmeras compactas de ponta.

Seja como for, vale lembrar que diversos componentes da Sony são utilizados também por outras companhias — de forma que também é provável que o novo APCS acabe recheando uma câmera/smartphone de alguma outra marca futuramente. Agora é esperar por algum movimento oficial.

Cupons de desconto TecMundo: