Quem já enfrentou longas filas no supermercado provavelmente já passou por problemas de leitura de produtos no código de barras, um incômodo que pode causar uma grande fila nos caixas desses estabelecimentos. Se depender de uma tecnologia que está começando a aparecer no Japão, entretanto, esse problema está com os dias contados.

A Toshiba Tec já está desenvolvendo um sensor que rapidamente “lê” o produto e reconhece sua origem, registrando seu preço automaticamente e ignorando a presença do código de barras, que é utilizado para catalogar objetos desde 1974. A detecção é precisa: o objeto pode estar se movendo ou até sendo segurado pela atendente.

Desse modo, basta passar uma maçã na câmera para que ela seja contabilizada no sistema. Para tirar qualquer possibilidade de erro, o programa mostra opções similares, como laranjas ou outros tipos de maçã, restando ao caixa clicar no item correto.

De acordo com o DigInfo, a ideia inicial é usar o leitor apenas para frutas e vegetais, já que eles normalmente não acompanham um código de barras, algo que poderia danificar a superfície do alimento. O scanner é alimentado com um banco de dados com alimentos pré-cadastrados – caso contrário, seria necessário fotografar cada item da loja no sistema. Por enquanto, a tecnologia está restrita a poucas lojas no Japão.

Cupons de desconto TecMundo: