Um grupo de pesquisadores da Microsoft Research descobriu uma maneira bastante eficiente de transformar câmeras comuns em sensores infravermelhos capazes de detectar movimento e profundidade com uma precisão quase tão grande quanto a do próprio Kinect. E o mais interessante: o custo do processo é muito menor, o que pode se mostrar uma opção atraente para quem quer trabalhar com esse tipo de tecnologia.

O projeto, que foi apresentado durante o SIGGRAPH 2014, consiste em uma modificação simples para qualquer câmera 2D, apenas adicionando uma lente e um conjunto de luzes infravermelhas. O resultado é impressionante: como você pode ver no vídeo abaixo, o aparelho é praticamente tão eficiente quanto métodos muito mais caros, embora esteja limitado apenas a superfícies como a pele (qualquer material diferente causa erros no sensor).

Reconstrução em tempo real

Se você ficou impressionado com o que a Microsoft conseguiu fazer apenas com uma simples câmera de celular ou computador, espere para ver o que a empresa alcançou ao criar uma câmera RGB, feita para capturar imagens em profundidade.

Em resumo, o aparelho é capaz de criar modelos 3D extremamente detalhados de qualquer objeto capturado por sua lente com enorme rapidez – mais do que a da maioria dos dispositivos, de fato.

É claro que, assim como a maioria dos projetos apresentados pela empresa, ideias como essa são apenas um conceito que talvez nunca venha a ser desenvolvido oficialmente. Mesmo assim, é interessante pensar em como a Microsoft pode trazer isso para seus dispositivos em um futuro não tão distante.

Cupons de desconto TecMundo: