Entre os dias 22 e 24 de setembro, o papa Francisco I fará sua primeira visita aos Estados Unidos desde que assumiu o cargo maior na hierarquia da Igreja Católica. Para garantir a segurança do líder religioso, a Polícia do Capitólio dos Estados Unidos informou através de um email que alguns objetos serão proibidos nos locais que ele visitar durante sua estadia na capital americana.

Além do óbvio – armas de fogo, munição, explosivos, etc –, alguns itens da lista são bem curiosos, como carrinhos de bebê, garrafas térmicas, guarda-chuvas e até mesmo os infames “paus de selfie”. As autoridades querem diminuir ao máximo as chances do visitante ser agredido por opositores do catolicismo. Qualquer coisa que se assemelhe a um pacote também será confiscada pelas autoridades, e a pessoa que tiver algo apreendido não terá possibilidade alguma de reavê-lo.

O Sumo Pontífice visitará o Capitólio, local de reunião do Congresso americano, e por isso todos os passeios guiados que normalmente acontecem no edifício serão suspensos a partir das 16h30 do dia 22. Eles só devem retornar a partir das 13h do dia 24, após o discurso matutino que o papa fará no prédio. Todas as ruas a três quarteirões de distância do Capitólio também serão fechadas na manhã do pronunciamento.

Em que outras situações os "paus de selfie" deveriam ser barrados? Comente no Fórum do TecMundo