PKES é vulnerável a ataques

Dentre todos os sistemas de abertura e ignição de carros, o PKES (“Passive Keyless Entry and Start” – entrada e acionamento passivo sem chave) é o mais vulnerável a ataques. Os pesquisadores Aurélien Francillon, Boris Danev e Srdjan Capkun do departamento de Ciência da Computação da ETH Zurich, na Suíça, publicaram estudo sobre a segurança dos sistemas que dispensam chaves para abrir e ligar automóveis.

O estudo utilizou dois sistemas – um físico (“wired”) e outro sem fio (“wireless”) – para atacar a segurança de 10 modelos diferentes, de 8 fabricantes, equipados com o sistema PKES. Utilizando ferramentas encontradas em lojas de eletrônica, os cientistas gastaram menos de 100 dólares para abrir e ligar o carro sem a utilização da chave original ou de sistemas de protocolo, modulação e criptografia normais de cada veículo.

As duas antenas utilizadas – uma próxima ao carro testado e outra mais distante – receberam os sinais dos veículos que utilizam a tecnologia PKES e, praticamente sem esforço por parte dos pesquisadores, o sistema permitiu a entrada nos carros e a ignição.

Estacionar veículos com o ssistema PKES pode se tornar um risco de furto

As falhas de segurança no sistema receberam críticas quando de seu lançamento, mas que foram desconsideradas pelos fabricantes graças ao apelo de praticidade do PKES. O dispositivo concebido para a pesquisa suíça, por exemplo, poderia ser utilizado em estacionamentos para o furto de veículos com enorme facilidade.

Felizmente, os autores do estudo terminam o artigo publicado com recomendações para aumentar a segurança dos sistemas PKES já em uso e também com alternativas para a evolução da funcionalidade.

Cupons de desconto TecMundo: