Uma investigação feita por uma das agências de fiscalização federal dos Estados Unidos mostra que os aviões comerciais do país que oferecem conexões WiFi podem estar vulneráveis a ataques hackers. Teoricamente, uma pessoa poderia usar o sistema de entretenimento sem fio da aeronave para tomar controle de seu sistema de voo mediante o uso de algumas brechas de segurança.

O relatório do órgão responsável pelas avaliações e investigações do Congresso norte-americano (GAO) aponta essa como uma das várias deficiências com as quais a Administração da Aviação Federal (FAA) precisa lidar. “A conectividade com a internet na cabine deve ser considerada uma ligação direta entre a aeronave e o mundo exterior, que inclui potenciais atores mal-intencionados”, afirma o documento.

Segundo o GAO, mesmo com o uso de firewalls, uma aeronave pode ser invadida caso seus sistemas de controle de voo e de entretenimento utilizem a mesma rede. Entre as ameaças estão vírus que poderiam ser “plantados” em sites visitados por passageiros, que no processo abrem espaço para a invasão completa do sistema.

Cupons de desconto TecMundo: