De acordo com um relatório da Alcatel-Lucent, o número de ataques por malware a smartphones cresceu 25% na segunda metade de 2014. Nesse período, foram detectados cerca de 16 milhões de aparelhos infectados, sendo que a grande maioria dos usuários não tem conhecimento da ameaça presente em seus aparelhos mobile.

Apesar de o crescimento no número de infecções ser grande em apenas seis meses, relativamente há poucos aparelhos comprometidos pelo mundo. De acordo com a Alcatel-Lucent, esses 16 milhões representam apenas 0,68% do total de dispositivos em uso atualmente no globo.

Entre os tipos mais populares de malware, os apps espiões continuam no topo do ranking da consultoria. 6 em cada 20 aparelhos infectados possuem apps desse tipo instalados. Normalmente, esse tipo de ameaça é instalado por pessoas conhecidas da vítima, como cônjuges e familiares em busca de informações pessoais.

O Android continua sendo a plataforma mais atingida pelos criminosos que produzem malwares uma vez que detém mais de 80% do mercado de smartphones atualmente. iOS e BlackBerry seguem bem atrás.

Cupons de desconto TecMundo: