O mapa dos perigos na internet, de acordo com a McAfee

Fonte: McAfee

De acordo com relatório Mapping The Mal Web (Mapeando os perigos da web), publicado ontem pela McAfee, os sites hospedados sob o domínio .com são os que apresentam a maior ameaça aos usuários da internet. De acordo com a empresa, 56% dos sites de risco terminam com esse domínio. A segunda posição fica com os sites .info, dos quais 30,7%  oferecem alguma ameaça.

A McAfee analisou mais de 27 milhões de sites para descobrir quais domínios oferecem mais risco. Geograficamente, os sites do Vietnam (.vn) são os mais perigosos, enquanto os do Japão (.jp) continuam como os mais seguros para navegação. Além disso, a pesquisa também mostrou que 6,2% dos 27 milhões de sites analisados apresentam riscos de segurança. No ano passado, a marca era de 5,8%.

Paula Grave, diretora do setor de pesquisas de segurança para a web da McAfee, afirmou que “o domínio .vn (Vietnam) era relativamente seguro no ano passado, e este ano passou para a terceira posição dos domínios mais perigosos do mundo”.

Paula também explicou que “as regiões preferidas pelos criminosos são aquelas em que o registro de sites é barato, conveniente e oferece pouco risco aos criminosos. Um domínio considerado seguro em um ano pode ser perigoso no ano que vem”.

Outra tática usada pelos criminosos é o registro de sites em domínios parecidos com os de nível superior. Um exemplo são os .cm (Camarões). Por causa da distração e de erros de digitação, um visitante que tenta acessar o site endereço-exemplo.com, pode acabar caindo em endereço-exemplo.cm, o que pode explicar a posição do país africano, em segundo lugar no ranking de domínios por países.

Os domínios mais seguros são os .travel e .edu, com menos de 0,05% de sites infectados, o que indica que 1 a cada 2 mil sites desses domínios oferecem algum risco ao visitante.

O arquivo PDF com o relatório completo pode ser encontrado no site da McAfee. Além disso, o visitante pode visualizar a pesquisa em um mapa interativo.

Cupons de desconto TecMundo: