Um novo esquema foi descoberto pela ESET, uma firma fornecedora de soluções de segurança da informação. Este golpe está sendo disseminado pelo Facebook e outras redes sociais populares. Na ação, os golpistas online utilizam a falsa notícia da morte do ex-piloto de Fórmula 1, Michael Schumacher - que sofreu um acidente em uma estação de esqui há cerca de seis meses, para aumentar o número de views de sua página pessoal.

Apesar de não ser um golpe perigoso para o usuário, ele se vale de informação falsa para lucrar às custas do tempo que você perde compartilhando o vídeo. O esquema funciona da seguinte maneira: quando o usuário clica na falsa notícia da morte pelo Facebook, ele é conduzido para uma página externa com um vídeo. Quando tenta executar a imagem, no entanto, recebe a mensagem de que precisará compartilhar o vídeo com os amigos caso queira visualizá-lo.

O objetivo destes scammers é estimular que o maior número de pessoas compartilhe o vídeo, aumentando dessa maneira o tráfego do site em que ele está postado. Por consequência, essa ação incrementa as receitas da página web na qual o vídeo está hospedado.

Como proceder neste caso e com outros golpes semelhantes

De acordo com os especialistas da ESET, caso o usuário tenha clicado no link ou compartilhado o vídeo com amigos, remova imediatamente o post de sua linha do tempo no Facebook. “Em casos como esse, aliás, servem de alerta para os internautas. As pessoas precisam estar muito atentas para não compartilhar ou clicar em links desconhecidos”, afirma Camillo Di Jorge, Country Manager da ESET Brasil.

“Nessa situação específica, o usuário deveria desconfiar de que a notícia da morte não estava divulgada em nenhum veículo de imprensa tradicional. Mais do que isso, se fosse realmente uma notícia verdadeira, o site não exigiria que o usuário compartilhasse a informação para poder acessá-la”, complementa.

Cupons de desconto TecMundo: