Justiceiras virtuais: Microsoft e Symantec desmancham rede criminosa online

1 min de leitura
Imagem de: Justiceiras virtuais: Microsoft e Symantec desmancham rede criminosa online
Avatar do autor

(Fonte da imagem: Reprodução/Ars Technica)

Recentemente, Microsoft e Symantec efetuaram uma operação para desligar servidores que estavam afetando a navegação de milhares de pessoas. Segundo a notícia do Ars Technica, as empresas conseguiram ordem judicial para invadir os data centers que estavam associados ao botnet Bamital.

Uma vez instalada, a praga que contaminou milhares de PCs atuava desviando receita dos anúncios dos mais variados tipos de sites, o que resultou no desvio de mais de 1 milhão de dólares por ano. Os sintomas só eram notados porque os serviços de busca paravam de funcionar repentinamente.

Muitas pessoas só foram saber do problema porque os softwares da Microsoft e Symantec coletavam dados dos PCs, os quais serviam para análises genéricas. Quando verificado que havia infecção do Bamital, tais aplicativos enviavam uma mensagem ao PC da pessoa contaminada informando sobre o malware e apresentando soluções.

Conforme informação do VentureBeat, o Bamital pode ter contaminado algo entre 600 e 900 mil máquinas. Em teoria, a Microsoft e a Symantec desligaram a rede do botnet, mas não há como ter 100% de certeza, sendo necessário continuar realizando análises posteriores.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Justiceiras virtuais: Microsoft e Symantec desmancham rede criminosa online