Robô do Pix: golpe usa perfis falsos para 'distribuir dinheiro'

1 min de leitura
Imagem de: Robô do Pix: golpe usa perfis falsos para 'distribuir dinheiro'
Imagem: Shutterstock

Um dos golpes mais recentes nas redes sociais, o “Robô do Pix” utiliza uma rede de perfis falsos com mais de 600 mil seguidores e 365 mil curtidas para atrair novas vítimas e roubar seus dados. É o que aponta um levantamento realizado pela PSafe entre maio e junho, divulgado hoje (14).

Os cibercriminosos por trás da campanha utilizam várias táticas para chamar a atenção dos alvos. Uma delas é a marcação de perfis em postagens, avisando às pessoas que elas teriam ganhado um prêmio em dinheiro e precisam clicar em um link para informar seus dados e receber a suposta quantia.

Também há abordagens envolvendo a divulgação de falsas promoções, nas quais o usuário deve enviar uma quantia ao golpista para receber um valor 10 vezes maior que o depositado. Em outras, o grupo oferece sorteios de PIX, exigindo dados pessoais e bancários para concorrer aos prêmios fictícios.

Ofertas como essas têm pipocado nas redes sociais, ultimamente.Ofertas como essas têm pipocado nas redes sociais, ultimamente.Fonte:  PSafe/Reprodução 

Segundo o laboratório de cibersegurança, todas estas táticas objetivam o roubo de informações sensíveis que serão utilizadas posteriormente em diversos tipos de fraudes, como a clonagem de cartão. Como induzem as vítimas a fornecer dados e realizar transferências de dinheiro, elas podem ser enquadradas como estelionato.

Dicas de proteção

No golpe do Robô do Pix, há perfis que prometem prêmios de milhares de reais para quem fornecer seus dados. Desconfiar de ofertas com grandes vantagens e exigindo informações pessoais, como estas, é uma das formas de se proteger das fraudes online, conforme os especialistas da firma de cibersegurança.

Também é essencial verificar a veracidade dos links que podem vir acompanhando as mensagens compartilhadas nas redes sociais, via WhatsApp ou SMS, evitando acessar sites maliciosos. Usar soluções de segurança em celulares e computadores é outra dica de proteção.

Não fornecer dados pessoais em links suspeitos é uma das formas de se proteger.Não fornecer dados pessoais em links suspeitos é uma das formas de se proteger.Fonte:  PSafe/Reprodução 

Usuários de redes sociais devem ainda suspeitar de promoções que exijam transferência inicial para receber quantias maiores em troca e nunca fornecer dados sensíveis em links de procedência duvidosa. Em relação ao Pix, é melhor utilizar chave aleatória em vez do número de telefone ou CPF, se precisar receber transferências de desconhecidos.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes

Você sabia que o TecMundo está no Facebook, Instagram, Telegram, TikTok, Twitter e no Whatsapp? Siga-nos por lá.