Google ativará verificação de duas etapas para 150 milhões de contas

1 min de leitura
Imagem de: Google ativará verificação de duas etapas para 150 milhões de contas
Imagem: Google
Avatar do autor

Preocupado com a proteção de seus usuários e para reforçar as ações de segurança de senhas e logins já existentes, o Google pretende ativar a verificação em duas etapas (2SV, na sigla em inglês) de forma automática para 150 milhões de contas ainda neste ano. Ao fazer uma campanha maciça para que todos seus usuários adotem medidas mais rígidas de segurança, a expectativa da empresa é impedir ataques cibernéticos às contas.

A ativação em duas etapas, que também será exigida aos dois milhões de criadores do YouTube, é considerada pela dona do buscador como fundamental nas práticas de segurança e, por isso mesmo, foi simplificada ao extremo para o usuário: o Google manda uma mensagem solicitando que ele comprove a própria identidade antes de fazer um login, por meio de um clique no celular.

Por enquanto, são elegíveis para o processo de ativação automática da camada adicional de segurança apenas as contas que utilizam mecanismos de backup. No entanto, se você quiser saber se sua conta tem as configurações necessárias para se habilitar a proteção recomendada pelo Google, basta acessar a Verificação de Segurança do Google neste link.

Priorizando a verificação em duas etapas

Fonte: Google/DivulgaçãoFonte: Google/DivulgaçãoFonte:  Google 

O Google acredita que a verificação em dois passos é "uma das formas mais confiáveis de evitar acesso não autorizado a contas e redes”, segundo um comunicado à imprensa. A dica para uma 2SV forte é combinar um elemento que o usuário “conhece” (como uma senha) com outro que a pessoa “possui”, como um celular ou um chaveiro com token de segurança.

A constante atenção à segurança fez com que o Google fosse o primeiro a exigir que o usuário desse um clique na chave todas as vezes em que ocorre uma tentativa suspeita de login. Nesse sentido, o sistema Google Smart Lock foi desenvolvido para levar o recurso para dentro de todos os celulares, com Android ou iOS.