Donos do Audacity se defendem e explicam coleta de dados no app

1 min de leitura
Imagem de: Donos do Audacity se defendem e explicam coleta de dados no app
Imagem: Audacity/Divulgação
Avatar do autor

O Muse Group, empresa dona do software de edição de áudio Audacity, explicou o seu lado da história a respeito de novas políticas de privacidade adicionadas na versão 3.0.2 da ferramenta.

O comunicado foi divulgado nesta segunda-feira (5) em respostas às acusações da comunidade de que a ferramenta de código aberto agora corria o risco de se transformar em um spyware — ou seja, coletar dados de usuários para serem vendidos e utilizados por terceiros.

Em resumo, a companhia afirmou que se expressou de forma incompleta e nada transparente nos novos termos de uso, só agora detalhando exatamente quais informações serão coletadas e para qual uso. "Nós acreditamos que as preocupações se dão especialmente por uma escrita pouco clara nas Políticas de Privacidade, que agora estão em processo de correção", diz o aviso, publicado no GitHub por um representante.

Afinal, o que mudou?

Segundo o Muse Group, dados coletados pelo Audacity não serão vendidos ou compartilhados com terceiros em hipótese alguma, apenas mediante pedido judicial.

Além disso, as informações coletadas se referem a detalhes básicos do sistema operacional e CPU, além do endereço do IP, sendo que este se torna irrecuperável depois de 24 horas de armazenamento. Essas informações são extraídas especialmente para possibilitar a atualização automática do programa e realizar relatórios de erros, um recurso ainda opcional no software.

AudacityAudacity promete ser mais claro nas próximas comunicações.

A equipe ainda se comprometeu a publicar uma versão revisada dos termos "em breve" e ainda garantiu que a versão 3.0.2, que é a atualmente disponibilizada, não possui os mecanismos de coleta de dados.

Pode não ser o bastante

Apesar do comunicado, o Muse Group pode ter manchado a imagem de forma definitiva com boa parte dos usuários do programa: forks (modificações) do Audacity que mantém as funções não contam com qualquer coleta de dados ou possibilidade de implementação desse tipo de recurso.

Alguns já estão em desenvolvimento já no GitHub e podem ser conferidos na plataforma.

Donos do Audacity se defendem e explicam coleta de dados no app