Brasil: primeiro sequestro com resgate em criptomoedas é registrado

1 min de leitura
Imagem de: Brasil: primeiro sequestro com resgate em criptomoedas é registrado
Imagem: Pexels
Avatar do autor

Dez pessoas foram indiciadas nesta quinta-feira (03) no primeiro caso de sequestro com pedido de resgate em criptomoedas no Brasil. Segundo a Polícia Civil de Pernambuco, o crime aconteceu no dia 10 de março em Recife, capital pernambucana.

De acordo com O Globo, os criminosos escolheram como alvo um empresário do mercado financeiro e sócio de banco digital que frequentemente negocia bitcoins e outras criptomoedas.

A polícia pernambucana afirma que o líder da quadrilha de sequestradores é um ex-estagiário da Caixa Econômica Federal e, por isso, havia experiência com o tipo de economia utilizada no crime. Especificamente, o empresário foi sequestrado nos arredores de um edifício empresarial conhecido como Excelsior, sede de uma startup de investimentos.

O delegado Paulo Berenguer, do Grupo de Operações Especiais de Pernambuco (GOE-DRACCO), os criminosos “pediram uma quantidade absurda de criptomoedas durante o sequestro e negociaram com os sócios da empresa e com os familiares do empresário (...) Eles vendem as criptomoedas por um valor abaixo do mercado e começam a negociar dessa forma. Supondo que eles conseguiram o valor de um milhão de reais, por exemplo, eles venderiam por R$ 500 mil na darknet”.

A Polícia Civil de Pernambuco acredita que este foi o primeiro resgate exigido em criptomoedas mediante sequestro no Brasil, contudo, não foi o primeiro crime da quadrilha — uma vida de ostentação era revelada nas redes sociais.

Apesar disso, erros foram cometidos pelos criminosos, facilitando o trabalho investigativo. Segundo Berenguer, “o grupo apresentou muitas falhas na execução do sequestro e todos os suspeitos foram identificados”, visto que pagamentos de aluguéis de carros luxo pós-sequestro foram realizados via Pix, o que gerou lastro.

A polícia pernambucana também descobriu que uma quadrilha de São Paulo auxiliou no sequestro.

Não confunda

Este foi um caso de sequestro físico. Na internet, temos o ransomware: um tipo de vírus que sequestra os arquivos do seu computador e exige uma quantidade em criptomoedas como resgate. Entenda mais sobre isso aqui.

Fontes