Microsoft Edge vai bloquear apps potencialmente indesejados

1 min de leitura
Imagem de: Microsoft Edge vai bloquear apps potencialmente indesejados
Avatar do autor

Pensando em aumentar a segurança dos usuários, a Microsoft está testando um novo recurso que deve chegar ao Edge em breve para bloquear os downloads de programas indesejados, conhecidos como "crapwares" e que, em geral, são executados automaticamente, sem a permissão do usuário, podendo atrapalhar a navegação.

Encontrada na versão beta do Edge, a ferramenta evita que barras de ferramentas sejam instaladas sem a sua autorização, que notificações insistentes apareçam e também bloqueia extensões lotadas de anúncios e mineradores de criptomoeda, entre outros. Tudo isso é bloqueado quando sites suspeitos são visitados pelo usuário.

O recurso chega para se juntar a outras funções de proteção presentes no Edge, como o filtro SmartScreen, cuja função é detectar tentativas de phishing e a atuação de malwares nas páginas visitadas. Este filtro também conta com um bloqueio de downloads mal-intencionados, que pode ser ativado quando o internauta desejar.

A nova função já aparece na versão beta do Edge. (Fonte: Twitter/Amitai Rottem)

A novidade, que poderá ser oferecida para todos os usuários do navegador, caso chegue à próxima versão estável dele, é a mesma encontrada no Microsoft Defender Advanced Threat Protection, programa utilizado por clientes corporativos da gigante de Redmond.

Ativação manual

De acordo com o The Verge, o novo recurso do Microsoft Edge não virá ativado por padrão, sendo necessário habilitá-lo nas opções de privacidade e segurança do navegador.

A ferramenta, descrita pela companhia como uma função para bloquear downloads que não possuem boa reputação e podem causar comportamentos inesperados, deve ser ativada na opção “Bloquear aplicativos potencialmente não desejados”, bastando acionar a chave ao lado.

Por enquanto, não há informações sobre os critérios utilizados pela empresa para estabelecer qual aplicativo e/ou site será considerado perigoso e prontamente bloqueado pela função.

Microsoft Edge vai bloquear apps potencialmente indesejados