Imagem de: Amazon afirma que conversas com Alexa ficam guardadas em seus servidores

Amazon afirma que conversas com Alexa ficam guardadas em seus servidores

1 min de leitura
Avatar do autor

Em resposta a uma requisição feita pelo Senado dos Estados Unidos, a Amazon revelou que mantém todas as conversas feitas com a Alexa por meio de alto-falantes inteligentes Echo guardadas em seus servidores.

A revelação foi feita pela própria Amazon na última quarta-feira (3), em resposta a alguns questionamentos do senador Chris Coons. “Nós mantemos as gravações de voz transcritas até o consumidor pedir que sejam apagadas”, explicou a companhia, alegando que guardar esses registros é a melhor forma de atender ao consumidor caso alguma ajuda seja necessária.

Para o usuário não ter essas informações gravadas, é preciso desativar essa opção dentro da aba de privacidade da conta. Entretanto, Brian Huseman, vice-presidente de políticas públicas da Amazon, ressaltou que “outras interações dos usuários com a Alexa” ainda podem ser armazenadas.

(Fonte: Amazon/Divulgação)

Ainda faltam esclarecimentos

Em resposta à Amazon, o senador afirmou que ainda não ficou muito clara a forma como a empresa lida com essas informações dos usuários, e que seria de bom grado ter uma explicação mais detalhada a respeito desse assunto.

“Agradeço à Amazon pela velocidade com que me respondeu, e isso mostra uma preocupação com a proteção das informações dos usuários. Entretanto, essa resposta deixa aberta a possibilidade de que essas interações transcritas não são deletadas dos servidores ainda que o usuário tenha feito isso manualmente. Também é incerta a forma como a empresa compartilha esses dados com parceiros. As pessoas merecem saber como seus dados são usados”, ressaltou Coons.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Amazon afirma que conversas com Alexa ficam guardadas em seus servidores