Um grupo de 260 funcionários da empresa de tecnologia indiana Wipro tiveram acesso a milhões de mensagens, vídeos e fotos compartilhados de forma privada no Facebook e no Instagram desde 2014. A informação foi revelada em uma investigação da agência de notícias Reuters e confirmada pela companhia.

De acordo com o Facebook, o trabalho desses funcionários envolvia analisar as postagens para classificar o conteúdo e treinar algoritmos de inteligência artificial e aprendizado de máquina. Os trabalhadores, que não revelaram suas identidades por medo de retaliação, disseram que as atividades envolviam descrever objetos presentes em fotos, dizer se as imagens mostram momentos cotidianos ou grandes eventos e até mesmo qual era a intenção do autor da postagem.

Funcionários também tinham acesso a fotos, vídeos e Stories compartilhados de forma privada.

Em relação ao Instagram, os funcionários também tinham acesso a fotos, vídeos e Stories. Todo o conteúdo é checado por duas pessoas diferentes e os trabalhadores têm a meta de analisar cerca de 700 itens diariamente. Além de incluir informações que as pessoas pensavam enviar de forma privada, os dados poderiam conter detalhes que permitiam identificar os envolvidos na conversa, como nomes de usuário.

O Facebook confirmou os detalhes da reportagem e disse que tem cerca de 200 projetos de classificação de conteúdo desse tipo em todo o mundo, empregando milhares de pessoas. A companhia diz que aprova todos esses projetos para garantir que os parâmetros de privacidade estão sendo seguidos pelas empresas contratadas.

Esse trabalho de classificação de conteúdo é essencial para o desenvolvimento de inteligências artificiais, o que leva muitas gigantes da tecnologia a contratar empresas em países onde a mão de obra é mais barata, como a Índia. É possível que o caso leve o Facebook a enfrentar o Regulamento Geral sobre a Proteção de Dados (GDRP) da União Europeia. A lei exige que as plataformas peçam por uma autorização explícita dos usuários antes de compartilhar conteúdo dessa forma.

Cupons de desconto TecMundo: