Existe uma categoria de softwares para PCs e dispositivos portáteis que foi criada com a finalidade de “vigiar” as atividades dos usuários, coletando informações que podem ser analisadas pelo responsável por sua instalação. Esses aplicativos, que estão sendo chamados de “stalkerwares” e não são considerados ilegais, podem ser utilizados por pais que desejam monitorar os filhos e por empresas que cedem aparelhos a funcionários e querem se certificar de que os equipamentos não estão sendo usados para atividades impróprias.

A Kaspersky Lab anunciou que seu novo app para Android, Internet Security, terá um recurso de alerta de privacidade que avisará ao usuário se houver um stalkerware instalado no dispositivo, dando a opção de removê-lo ou mantê-lo.

Fonte: Insider DN

A decisão da empresa se deve pela possibilidade de esses aplicativos serem utilizados de forma abusiva. Em teoria, qualquer pessoa que tenha acesso ao celular pode instalar um stalkerware para vigiar as atividades sem que o dono do aparelho saiba. Alguns desses apps rastreiam mensagens, fotos e locais e podem capturar imagem e áudio em tempo real.

Os stalkerwares geralmente não são encontrados em lojas de apps oficiais; ao serem comprados, um executável é disponibilizado para download. No iOS, a instalação é um pouco complicada, pois necessita que o sistema seja desbloqueado através de jailbreake. Mesmo assim, em 2018 a Kaspersky Lab encontrou mais de 58 mil dispositivos móveis com esse tipo de app instalado.

Em comunicado, Alexey Firsh, funcionário da companhia de segurança, disse que a empresa acredita que os usuários têm o direito de saber se estão utilizando um aparelho monitorado, já que a ação implica invasão de privacidade.

Cupons de desconto TecMundo: