O Windows Defender Application Guard foi lançado como um mimo extra para o Edge, que assim permite aos administradores abrir páginas não listadas em sites especializados em segurança em contêineres virtuais — evitando assim a proliferação de uma praga ou a entrada de cibercriminosos nos sistemas dos usuários.

Agora, a Microsoft libera uma extensão para Chrome e Firefox, com foco em PCs corporativos. Os add-ons podem ser baixados em suas próprias lojas virtuais, mas eles ainda assim vão precisar de uma “ajudinha” do Edge, portanto, é preciso que você o tenha em sua máquina. Isso porque os ambientes simulados para rodar sites duvidosos continuam sendo enviados para uma sandbox isolada no Edge — embora os clicks em links ali retornem para o browser original.

Download

Para usar, é necessário ter tanto o Windows Defender baixado na Microsoft Store quanto o complemento. A novidade ainda está em fase de testes e somente quem participa do programa Insiders é que podem experimentá-lo por enquanto, mas a ideia é de que seja liberada, já otimizada, para todos muito em breve.

Cupons de desconto TecMundo: