São seis dias de apagão na Venezuela, com poucas regiões recebendo eletricidade. O país, afundado em uma crise política e humanitária, agora lida com ataques hacker em infraestrutura, segundo o presidente Nicolás Maduro.

Maduro afirmou que os Estados Unidos são responsáveis pelos apagões na Venezuela, um movimento para desestabilizar ainda mais a posição do presidente. “Foi utilizada uma tecnologia de alto nível que só os Estados Unidos possuem", disse. Após uma falha geral no sistema elétrico durante a tarde de quinta passada (07), um ataque hacker bloqueou as tentativas de restituição de energia.

Maduro culpa Estados Unidos de ataque cibernético

“Às 19h do mesmo dia se encaminhava o processo de recuperação quando recebemos um ataque cibernético internacional contra o cérebro de nossa empresa de eletricidade que automaticamente derrubou todo o processo de reconexão", disse Nicolás Maduro. "A empresa de energia deve ser liberada de sabotadores, infiltrados e conspiradores para roteger seu sistema de ataques cibernéticos do exterior".

Maduro, via Twitter, ainda afirmou que existe uma guerra elétrica. “A guerra elétrica anunciada e dirigida pelo imperialismo estadounidense contra o nosso povo será derrotada”.

Cupons de desconto TecMundo: