Carnaval tem primeiro preso via câmera de reconhecimento facial no Brasil

1 min de leitura
Imagem de: Carnaval tem primeiro preso via câmera de reconhecimento facial no Brasil
Avatar do autor

Marcos Vinicius de Jesus, 19, foi preso na última terça-feira (5) por suspeita de homicídio. O jovem foi reconhecido em um bloco de carnaval em Salvador, Bahia, por meio de câmeras de reconhecimento facial instaladas no circuito Dodô (Barra-Ondina) pela Secretaria de Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

O estado investiu mais de R$ 18 milhões nos softwares de reconhecimento facial

Segundo o Correio, Marcos Vinicius estava fantasiado de mulher quando foi flagrado pelas câmeras. Após passar por um portal de segurança instalado na Barra, policiais militares abordaram o rapaz.

As câmeras cruzam os rostos que passam diante das lentes com o banco de dados dos procurados e foragidos do estado. “Quando acontece uma confirmação, como no caso de Marcos Vinicius, o sistema alerta à polícia, que realiza a prisão”, explica o Correio. O estado investiu mais de R$ 18 milhões nos softwares de reconhecimento facial.

Essa foi a primeira prisão via reconhecimento facial realizada no Brasil.

bahiaDivulgação SSP

Rio de Janeiro

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou hoje (07) que a Polícia Militar do RJ também realizou prisões após identificações via câmeras de reconhecimento facial. Segundo Witzel, as câmeras são ligadas aos sistemas da Polícia Civil e Detran.

“As câmeras ligadas reconheceram rostos de foragidos e placas de carros roubados, possibilitando quatro prisões e a recuperação de um veículo. No Rio, bandido não vai ter vida fácil”, escreveu no Twitter.

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Carnaval tem primeiro preso via câmera de reconhecimento facial no Brasil