Amazon registrou no Departamento de Patentes e Marcas Comerciais dos Estados Unidos o pedido de patente de um recurso capaz de escanear e identificar detalhes sobre a vida de uma pessoa. Ele seria incorporado ao Recognition, ferramenta da companhia para identificação de objetos, pessoas e textos em vídeos e imagens. No caso, o produto patenteado seria capaz de fornecer dados adicionais e precisos, como: nome, profissão e local de trabalho de um indivíduo.

A tecnologia inicialmente faria uma análise básica dos traços físicos do sujeito e de suas roupas, mesmo que estivesse em movimento. Com essas dicas iniciais, ela buscaria outros aspectos determinados pela sua aparência. Em seguida, usaria metadados para obter mais informações, como o seu endereço residencial. Depois disso, faria uma classificação final dessa pessoa, indicando: nome, profissão e nome do seu local de trabalho. Essas associações poderiam ser mantidas e, inclusive, monitoradas posteriormente.

Fonte: Reprodução/Justia Patents.

No documento, a empresa informa que ele poderia ser visto como um mecanismo adicional de segurança. Mas também não descarta a possibilidade de usá-lo em outras atividades, como durante a transmissão de eventos esportivos.

Devido a sua capacidade de observar detalhes específicos, ele poderia identificar pelo uniforme ou traços físicos a qual time um atleta pertence. Em um exemplo, a Amazon diz: “um nadador pode ser apresentado a partir de uma caixa delimitadora, permitindo assim que o espectador acompanhe facilmente o seu progresso durante uma competição”.

Até onde isso vai?

A Recognition está sendo testada por alguns órgãos de segurança dos Estados Unidos, como o Departamento de Polícia do Orlando, gabinete do xerife no Condado de Washington, no Oregon, e pelo FBI. Desde o seu anúncio, a ferramenta tem sido vista com certo receio por alguns congressistas do país, tanto que um grupo de políticos do Partido Democrata enviou uma carta a Jeff Bezos, CEO da Amazon, solicitando mais detalhes sobre a tecnologia, especialmente por não haver regras muito claras quanto a sua exploração adequada por essas agências.

Em resposta, a empresa fez uma publicação em seu blog oficial, oferecendo algumas diretrizes de uso da Recognition. Além disso, afirmou que ela seria um importante mecanismo para casos de localização de crianças desaparecidas e de acesso seguro a qualquer estabelecimento. Da mesma forma, assegurou que não recebeu nenhum relatório que indicasse uso incorreto de suas funções, especialmente quanto à leis vigentes no país.

A patente com a tecnologia avançada de identificação não é uma garantia de que ela possa ser usada na Recognition. Afinal, várias patentes são solicitadas diariamente e muitas não chegam a ser lançadas. Mas é certo que a existência desse tipo de mecanismo poderia levantar algumas questões adicionais quanto à proteção e uso de dados de forma geral.

Cupons de desconto TecMundo: