Hackers patrocinados que atuam pelo Ministério de Segurança do Estado da República Popular da China invadiram as redes de companhias estadunidenses como a Hewlett Packard Enterprise (HP) e IBM para hackear dispositivos de clientes, diz a Reuters.

O veículo afirma que Estados Unidos e Reino Unido alegam que a China perpetua uma campanha maliciosa conhecida como “Cloudhopper”. Essa campanha buscaria infectar provedores de tecnologia para roubar dados sensíveis de clientes.

Essa campanha maliciosa também envolve o roubo de logins e senhas de funcionários de grandes empresas

Enquanto a IBM deixou claro que não encontrou qualquer evidência de que dados de clientes tenham sido roubados por agentes chineses, a Hewlett Packard tomou um posicionamento mais defensivo e disse que não faria comentários sobre a Cloudhopper.

Essa campanha maliciosa, diz a Reuters, também envolve o roubo de logins e senhas de funcionários de grandes empresas. Dessa maneira, não estamos falando apenas da obtenção de dados pessoais e fotos, mas também de arquivos sensíveis de empresas e o roubo de tecnologia.

“A IBM tem conhecimento dos ataques relatados e já tomou extensas medidas contrárias em todo o mundo como parte de nossos esforços contínuos para proteger a empresa e nossos clientes contra ameaças em constante evolução. Levamos muito a sério a administração responsável dos dados do cliente e não temos evidência de que dados confidenciais da IBM ou do cliente tenham sido comprometidos por essa ameaça”, comentou a IBM.

  • Vale notar que a campanha Cloudhopper é comentada desde 2014

Cupons de desconto TecMundo: