Ministério Público do DF investiga dados vazados pela FIESP

1 min de leitura
Imagem de: Ministério Público do DF investiga dados vazados pela FIESP
Avatar do autor

O Ministério Público do Distrito Federal (MPDFT), por meio da Unidade Especial de Proteção de Dados e Inteligência Artificial, instaurou um inquérito civil público para investigar a suposta exposição de dados que envolve a Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp).

A FIESP reúne 52 unidades representativas no estado de São Paulo, que representam 133 sindicatos patronais e 130 mil indústrias

Segundo o MPDFT, serão apuradas "as circunstâncias do suposto incidente de segurança e as responsabilidades pelos danos eventualmente causados". Como noticiado, os dados foram encontrados em uma base de dados Elasticsearch com 180.104.892 registros que deixavam acessíveis informações como nome completo, número de RG, número de identificação CPF, gênero, data de nascimento, endereço completo, email e número telefônico. A maior coleção de dados continha informações de 34.817.273 brasileiros.

O Inquérito Civil Público ficará sob a presidência do Promotor de Justiça Frederico Meinberg Ceroy, Coordenador da ESPEC do Ministério Público do Distrito Federal e Territórios. Você pode acessar, na íntegra, aqui.

Categorias

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Ministério Público do DF investiga dados vazados pela FIESP