A GrayKey é uma ferramenta desenvolvida pela empresa Grayshift para governos conseguirem hackear as senhas da tela de bloqueio de iPhones. Obviamente, uma ferramenta dessas no mercado não é interessante: nas mãos erradas, qualquer hacker conseguiria acessar o conteúdo interno de smartphones da Apple.

Felizmente, a Maçã conseguiu matar o acesso da GrayKey com o iOS 12. De acordo com a Forbes, diversas fontes afirmaram que o dispositivo não consegue mais quebrar as senhas de qualquer iPhone rodando o sistema operacional iOS 12 ou versões superiores.

Alguém está sempre construindo uma ratoeira melhor

As fontes afirmam que, agora, a GrayKey consegue apenas algo chamado “extração parcial”, que é a retirada de arquivos sem criptografia e alguns metadados — como tamanho de arquivo e estruturas de pastas.

Para conseguir o acesso ao iPhone, a ferramenta hacker se valia de técnicas de força bruta para adivinhar as senhas de desbloqueio. Apesar da GrayKey não funcionar mais, forças policiais dos EUA notam que, em breve, uma nova ferramenta que faça esse trabalho será desenvolvida.

“Dê um tempo e tenho certeza de que uma 'solução' será desenvolvida ... E então o ciclo se repetirá. Alguém está sempre construindo uma ratoeira melhor, seja a Apple ou alguém tentando impedir a segurança do dispositivo”, comentou o capitão John Sherwin, do Departamento de Polícia de Minnesota.

Cupons de desconto TecMundo: