Ninguém gosta de ser rastreado e ter suas fotos e conversas remexidas — mesmo que, infelizmente, muitas pessoas prefiram menos privacidade em troca de uma suposta segurança.

No final das contas, todo rastreio serve para te vender produtos

Segundo os pesquisadores da Universidade de Princeton, que analisaram por volta de 1 mil emails marketing, 70% das mensagens enviadas continham rastreadores de anúncios. Isso significa que a maioria dos emails baixavam elementos automaticamente, como imagens invisíveis, “que não apenas informam o remetente sobre quando e quantas vezes o usuário abriu aquele conteúdo, mas também transmitiam dados pessoais (endereço de e-mail, por exemplo) na QueryString. E mais, a query rastreadora do domínio revelava o endereço do IP, a partir do qual a localização aproximada do dono da conta poderia ser determinada”, explica o pessoal da Kaspersky Lab.

Na maioria dos casos, os desenvolvedores de emails marketing utilizam essas ferramentas para segmentar as mensagens com maior assertividade — além dos Testes A/B para determinar assuntos que atraem mais os destinatários. Porém, essa funcionalidade pode armazenar os cookies no navegador e, dessa maneira, reconhecer o destinatário em outros sites além das plataformas de email.

No final das contas, todo rastreio serve para te vender produtos. Com mais informações sobre os usuários, os anúncios podem ser melhor direcionados. Se você usa o Gmail, pode se considerar o “menos azarado”, nota a Kaspersky.

Para evitar o rastreio, é interessante desabilitar o download automático de imagens em seu email

"Esse provedor (e, possivelmente, alguns outros) baixa todas as imagens da mensagem para os seus servidores antes de repassá-las para sua caixa de entrada. Isso significa que as redes de anúncios não podem armazenar cookies em seu navegador ou mesmo descobrir se leu a mensagem — a não ser que paguem o Google por essa informação”, explica a Kaspersky. “Usuários de outros provedores de e-mail também têm uma boa notícia: ferramentas usadas para bloquear rastreadores de sites funcionam muito bem para e-mails, e você pode usar uma VPN para esconder seu verdadeiro endereço de IP”.

Para evitar o rastreio, é interessante desabilitar o download automático de imagens em seu email e baixar imagens apenas de remetentes confiáveis. Além disso, você pode usar uma ferramenta própria para bloqueio e uma VPN que ajude a esconder o seu endereço de IP.

Cupons de desconto TecMundo: