As versões mais antigas do protocolo de segurança Transport Layer Security (TLS) serão desativadas pela Microsoft nos navegadores Edge e Internet Explorer 11 até 2020. Segundo a companhia, a mudança será padrão a partir do ano destacado.

Em publicação no blog Windows, a empresa diz que “essa mudança, junto com anúncios semelhantes da Apple, do Google e do Mozilla, oferece suporte a conexões mais seguras e de alto desempenho, ajudando a promover uma experiência de navegação mais segura para todos”.

Mudar para versões mais recentes ajuda a garantir uma internet mais segura para todos

“Duas décadas é muito tempo para uma tecnologia de segurança permanecer sem modificações. Embora não tenhamos conhecimento de vulnerabilidades significativas com nossas implementações atualizadas do TLS 1.0 e do TLS 1.1, existem implementações de terceiros vulneráveis. Mudar para versões mais recentes ajuda a garantir uma internet mais segura para todos. Além disso, esperamos que o IETF descontinue formalmente o TLS 1.0 e 1.1 no final deste ano, quando as vulnerabilidades do protocolo nessas versões não serão mais tratadas pelo IETF”, complementou a empresa.

Segundo Kyle Pflug, gerente sênior de programa do Microsoft Edge, os usuários podem testar agora o impacto dessa mudança ao buscar o painel de controle, em opções de internet, e desabilitar as opções de uso “TLS 1.0” e “TLS 1.1”.

Cupons de desconto TecMundo: