A empresa FireEye afirmou que hackers russos tentaram interferir nas eleições brasileiras por meio das redes sociais. Segundo a Folha de SP, isso foi realizado por meio de publicações que questionam a democracia no Brasil, além de outros temas sobre a disputa presidencial.

A Rússia quer “jogar na vulnerabilidade”, disse a FireEye

Segundo a FireEye, foi detectada uma atividade russa no mês de setembro com ligação ao grupo AnonopsBrazil, uma célula da Anonymous no país, que trabalha divulgando a operação #OpEleiçãoContraOFascismo. A empresa estadunidense afirma que os brasileiros da Anonymous estariam utilizando robôs russos para aumentar o alcance das publicações que, segundo a empresa, criticam o modelo democrático e a legitimidade das eleições.

Cristiana Kittner, responsável pela investigação da FireEye, “isso não significa que a Rússia esteja diretamente atacando a eleição, mas seus bots estão tentando influenciar o eleitorado e usando as incertezas e as desilusões das pessoas com a democracia”. Ainda, Kittner comentou que a Rússia quer “jogar na vulnerabilidade” dos eleitores.

O outro lado

O TecMundo entrou em contato com a célula da Anonymous para um posicionamento sobre o caso. A célula negou a utilização de força russa e ainda alegou um ataque da empresa:

"Nesse momento particularmente delicado de tensões exacerbadas e frágil equilíbrio social, fomos surpreendidos, na data de hoje, com uma matéria no jornal Folha de São Paulo, na qual o jornalista descreve mecanismos de influência da rede através de bots e contas falsas”, escreveu a AnonopsBr. “O jornalista parece escrever sobre algo que não domina com vistas a uma entrada na vida política brasileira ao expor o assunto de forma irresponsável, sem a assistência de qualquer especialista, deixando pontas soltas que são, no fundo, prato cheio para propagadores de notícias falsas, utilizando-as para amplificar ainda mais as tensões nessa antevéspera de primeiro turno. Sem o devido cuidado na apresentação dos fatos, a Folha de São Paulo acabou por fazer propaganda gratuita da "Fireeye", ou seria a tática "Firehoose"? Sabemos que o facismo não se destrói nas urnas e nem com dump's ou defaces, mas estamos fazendo a nossa parte. Unidos como um, divididos por zero!”.

Atualização:

Cupons de desconto TecMundo: