(Fonte da imagem: McAfee)

Uma lista divulgada na última quinta-feira (15 de setembro) pela McAfee mostra que Heidi Klum é a celebridade mais perigosa para se pesquisar na internet. Segundo a empresa, cerca de 10% dos resultados envolvendo a ex-modelo da Victoria’s Secret levam a páginas que contém malwares capazes de prejudicar de alguma forma o computador.

A apresentadora do Project Runway roubou o trono de Cameron Diaz, que aparece em segundo lugar na lista das celebridades mais perigosas. Somente dois dos 12 nomes divulgados pela empresa são de homens: o jornalista da CNN Piers Morgan e o ator Brad Pitt. A posição mais disputada foi a décima, na qual houve um empate técnico entre Pitt e as atrizes Emma Stone e Rachel McAdam’s.

A McAfee afirmou que a pesquisa por celebridades do esporte e da música são mais seguras em comparação com aqueles que surgiram no cinema ou no mundo da moda. Exemplo disso são os tenistas Maria Sharapova e Andy Roddick, que de 13º e 14º lugar na lista caíram para 44º e 56º este ano, respectivamente.

URLs encurtadas também são ameaça

Segundo a empresa, o grande número de manchetes envolvendo o mesmo nome não significa necessariamente um aumento na ameaça representada por ele. Exemplo disso é o ator Charlie Sheen, que, apesar da grande exposição na mídia, figurou somente na 58ª posição da lista elaborada pela companhia de segurança.

A McAfee afirmou que os riscos de se ver contaminado por um malware não diminuem quando se deixa de pesquisar pelas celebridades consideradas perigosas. Os usuários precisam ser extremamente cautelosos antes de clicar em links encurtados divulgados através de redes sociais, que muitas vezes levam a páginas que contém softwares maliciosos que se infiltram no computador de maneira furtiva.

Cupons de desconto TecMundo: