Uma consideração pejorativa que é popular no Brasil é a de que os produtos paraguaios são de baixa qualidade. Isso foi criado, é claro, pelo comércio de todo tipo de produto proveniente da China que muitos brasileiros vão buscar no Paraguai a preços baixos para vender no Brasil. Mas e quando a piada ganha um tom um pouco mais real – e até perigoso em certo sentido?

As armas – de fabricação brasileira – estavam estocadas separadamente por terem sido consideradas obsoletas

Pois um grupo de policiais do Paraguai descobriu que nada menos que 42 rifles haviam sido roubados do local de armazenamento e substituídos por réplicas de brinquedo das armas. O achado se deu na última sexta-feira (24), quando os policiais faziam uma inspeção no Departamento de Armamentos e Munições da Polícia Nacional. O Ministro do Interior paraguaio mencionou o caso chamando-o de “sério ato criminoso”.

Obsoletas e substituídas

As armas – de fabricação brasileira – estavam estocadas separadamente por terem sido consideradas obsoletas. Elas foram substituídas por outras mais modernas e retiradas de circulação pelos policiais. O problema é que, após “sinais de irregularidade” no local de armazenamento, a inspeção descobriu a troca por réplicas de Airsoft, que são usadas em partidas de entretenimento (elas imitam armas reais, mas atiram apenas pequenas bolinhas de plástico).

O que alertou as autoridades a realizarem a inspeção foi o aparecimento de armas similares no mercado negro há cerca de 1 ano, onde eram vendidas por até US$ 10 mil (aproximadamente R$ 40 mil). Tudo indica que as armas reais furtadas foram vendidas para receptores na Argentina e no Brasil.

Cupons de desconto TecMundo: