Você pode imaginar que tem muito hacker por aí que ficaria muito feliz se conseguisse enganar funcionários da Google para roubar dados, não é mesmo? Pois a empresa também sabe disso, por isso sempre investe bastante na segurança de suas informações. E uma das medidas mais legais não está em software, mas sim em "chaves físicas" que são usadas como autenticação de dois fatores por lá.

A Google começou a usar chaves USB em 2017. Desde então, garante que nenhum de seus 85 mil funcionários teve suas contas roubadas ou invadidas. Essa chave funciona no lugar dos celulares e outros métodos de autenticação de dois fatores, sendo exigida para a homologação de acesso logo após a inserção de senha na conta Google.

Na Google, as chaves USB de autenticação utilizam U2F (universal 2nd factor) para as homologações. Além de inserir o dispositivo na porta USB, ainda é necessário pressionar um botão para ativar a "segunda senha".

Chave de autenticação

De acordo com o Business Insider UK, um representante da Google teria confirmado que a empresa não teve roubos reportados desde a implementação. Sabe o que é mais legal? Dispositivo deste tipo custam apenas US$ 20 — e devem ter custado menos para a Google, que comprou em grande escala, é claro.

Cupons de desconto TecMundo: