O Project Maven é uma iniciativa do Departamento de Defesa dos Estados Unidos que prevê o uso da inteligência artificial IA desenvolvida pela Google para acelerar o processo de reconhecimento e objetos em drones. Ainda que o governo e a companhia destaquem que os objetivos são “não ofensivos”, pouca gente acredita nisso e desde o começo do ano muita gente vem protestando contra esse programa, incluindo os próprios funcionários — alguns chegaram a se demitir por conta disso. Agora, ao que parece, a Gigante das Buscas não deve renovar o contrato com o exército.

É nosso dever mostrar liderança, afirmou a CEO da nuvem Google Cloud, Diane Greene

De acordo com três participantes de uma reunião na empresa nesta semana, a CEO da nuvem Google Cloud, Diane Greene, adiantou que a parceria no Project Maven vence em 2019 e não deve ser prolongada. Ela disse que a reação do acordo foi ruim para o grupo e que o documento foi assinado durante um período em que a Google buscava ativamente o trabalho militar.

E-mails internos obtidos pelo Gizmodo mostraram que os planos para o projeto podem não ter sido tão discretos quanto a companhia de Mountain View queria que as pessoas pensassem. Pelo menos dez empregados participavam dessa frente, que deveria servir como uma porta de entrada para possíveis novos negócios com o Estado.

Além disso, os executivos acreditam que os US$ 9 milhões não eram suficientes, em um expediente que estaria mais para cerca de US$ 15 milhões — com possibilidade de crescimento para até US$ 250 milhões. A ideia era construir um sistema de vigilância completo para o Pentágono, que, segundo analistas, “seria capaz de, com o clique em um prédio, saber tudo o que está associado a ele”.

DRONE

No início desta semana, a Google disse que estava revisando um conjunto de princípios destinados a orientar seu trabalho de IA com os militares, prometendo que não permitiria seu trabalho relacionado ao desenvolvimento de armas. Diane teria dito durante o recente encontro que a ética é uma conversa importante, especialmente porque a empresa está na vanguarda desse setor. "É nossa obrigação mostrar liderança."

Cupons de desconto TecMundo: