A falha de segurança do Yahoo que aconteceu em 2014 ainda está dando o que falar. A Comissão de Títulos e Câmbios dos EUA, agência reguladora responsável pelos mercados de valores eletrônicos do país, anunciou que a Altaba, novo nome da parte do Yahoo que foi comprada pela chinesa Alibaba, terá que pagar US$ 35 milhões por não informar seus investidores sobre o problema.

Embora a companhia já soubesse que milhões de pessoas haviam sido afetadas em dezembro de 2014, ela só repassou essa informação em setembro de 2016. Na ocasião, 500 milhões de usuários do Yahoo tiveram suas informações comprometidas. Essa era considerada a maior falha de segurança da história, até a empresa bater o próprio recorde ao confirmar que todas as 3 bilhões de contas do Yahoo foram afetadas por um vazamento em 2013.

Alibaba.Empresa chinesa Alibaba comprou parte do Yahoo.

A multa imposta pela comissão não tem relação com o fato da empresa ter sido incapaz de proteger seus usuários, mas sim pela falta de informações passadas aos investidores. A Altaba foi procurada, mas não quis se pronunciar sobre o caso.

A princípio, a Oath, parte do Yahoo vendida para a operadora Verizon, não foi responsabilizada pelo vazamento, mas isso pode mudar em um futuro próximo. No ano passado, uma corte dos EUA decidiu que os processos abertos pelos usuários afetados contra a companhia poderiam seguir em frente, rejeitando o argumento da empresa de que eles não teriam legitimidade processual para entrar na justiça.

Cupons de desconto TecMundo: