Os novos iPhones da Apple contam com telas OLED — e os próximos também contarão. Sim, a qualidade dos painéis é mais alta e eles também são mais caros para a Maçã. Outro agravante? Quem fabrica essas telas é a Samsung, principal concorrente no mercado de smartphones. Sem saída para encontrar outra fabricante — a LG não está dando conta da demanda —, a Apple agora está barganhando com a Sammy para comprar as telas por um preço mais baixo.

De acordo com a fontes sul-coreanas ao Digitimes, as negociações entre as gigantes da tecnologia já estão acontecendo. Não se sabe ao certo se uma redução no valor da tela refletiria nos próximos iPhones, por exemplo, peça mais barata = aparelho mais barato. Contudo, a Apple afirma que um terço do preço final do iPhone X é referente ao painel de OLED.

A mudança que a Apple busca é a seguinte: US$ 110 para US$ 100

Por outro lado, enquanto a Apple quer uma tela mais barata, os rumores indicam que ela oferece uma demanda de produção muito maior para a Samsung. Sobre "muito maior", estamos falando de um número de 100 milhões de painéis da Sammy para 2018, sendo 25 milhões para os iPhones X atuais e 75 milhões para o iPhone que será lançado no final deste ano.

A mudança que a Apple busca é a seguinte: US$ 110 para US$ 100. Uma redução de US$ 10 no valor de telas, que servirão para dois novos iPhones deste ano — um terceiro, mais barato, deverá contar com LCD.

Cupons de desconto TecMundo: