Uma mulher armada invadiu a sede do YouTube, em San Bruno, Califórnia, nos Estados Unidos, durante a tarde desta terça-feira (03). De acordo com os relatos, tiros foram ouvidos por funcionários, que evacuaram os escritórios com a ajuda da polícia local.

As vítimas incluem uma mulher de 36 anos que cometeu suicídio — de acordo com Ed Barberini, chefe de polícia, também a principal suspeita do ataque —, duas mulheres de 32 (situação crítica) e 27 anos (estável), e um homem de 36 anos (condição crítica). Os detalhes ainda estão desencontrados. A única morte confirmada até o momento é a da própria atiradora.

A polícia de San Bruno espera entregar as informações de maneira completa e apurada na manhã de quarta-feira (04). Contudo, segundo a NBC, o tiroteio começou como uma briga doméstica na qual a atiradora estava envolvida. Não há indícios de terrorismo até o momento.

Notícia original abaixo

Vadim Lavrusik, funcionário do YouTube, tweetou às 16h57 desta terça-feira (03) que uma pessoa armada estava dentro da sede do YouTube, na Califórnia, Estados Unidos. De acordo com o The Verge, a polícia local recebeu chamados de um possível tiroteio na área. Ao que parece, a área no entorno do YouTube também estava controlada pela polícia.

"Um atirador está na sede do YouTube. Ouvi tiros e vi pessoas correndo aqui da minha mesa. Agora estou barricado dentro de uma sala com colegas", escreveu Lavrusik. Vale notar que Lavrusik tweetou logo em seguida comentando que estava seguro e fora do escritório.

Todd Sherman, gerente de produto no YouTube, comentou no Twitter que viu sangue no chão do escritório e nas escadas enquanto saía da empresa. Sherman comentou que o atirador pode ter cometido suicídio.

  • Atualizações minuto a minuto abaixo
  • Vítimas: não há informações encontradas sobre vítimas, mas o hospital Stanford University comentou que recebeu 4 ou 5 vítimas. O San Francisco General Hospital não conseguiu confirmar um número, comentou apenas "múltiplas vítimas".
  • A KTVU afirmou que 3 pessoas foram mortas
  • Atirador: segundo a CBS, o atirador já foi capturado pela polícia. Relatos ainda indicam a possibilidade do atirador ser uma mulher.
  • A NBCNews afirma que a pessoa armada era uma mulher e ela foi abatida pela polícia
  • A polícia de San Bruno confirmou algumas informações: 4 vítimas, 1 possível suicídio 
  • A polícia não confirmou se a pessoa armada era uma mulher ou homem, mas comentou que uma mulher estava com um ferimento autoinfligido, o que poderia indicar a autoria
  • San Francisco General Hospital confirmou receber 3 pacientes com 1 em estado grave 
  • Comerciantes das redondezas dizer ter ouvido cerca de 15 tiros

A polícia de San Bruno, cidade na Califórnia que reside o YouTube, também tweetou sobre o caso

Funcionários do YouTube saindo revistados pela polícia:

Pronunciamento da Google

Mais da Google

Estamos atualizando...

Cupons de desconto TecMundo: