Google fechou uma parceria com o Departamento de Defesa dos Estados Unidos para ajudar a agência do governo a desenvolver uma inteligência artificial com o objetivo de identificar objetos mostrados em vídeos capturados por drones. O projeto sofreu diversas críticas de funcionários da companhia, de acordo com o Gizmodo.

O Projeto Maven, como é chamado, foi criado pelo governo dos EUA em abril de 2017 para acelerar a integração de big data com aprendizagem de máquina. Seu objetivo inicial foi o de encontrar uma forma de processar a grande quantidade de imagens gravadas pelos drones.

É aí que entra a Google, que está fornecendo APIs da biblioteca TensorFlow, utilizada na criação e no treinamento de redes neurais. Essa não é a primeira vez que uma inteligência artificial é criada com a promessa de ser utilizada em sistemas de defesa e segurança.

O Projeto Maven foi criado pelo governo dos EUA para acelerar a integração de big data com aprendizagem de máquina.

Uma investigação da organização jornalística ProPublica, por exemplo, mostrou que um algoritmo usado pela polícia americana para prever quais pessoas teriam mais chances de cometer crimes acabou reproduzindo comportamentos racistas, acusando falsamente pessoas negras de serem futuras criminosas em uma taxa até duas vezes maior do que com brancos.

Logo que foi divulgada, através de um e-mail interno da empresa, a participação no Projeto Maven sofreu diversas críticas de funcionários da Google temerosos com o uso e desenvolvimento de IAs da empresa em programas com fins militares. Uma representante da companhia admitiu que o uso de aprendizagem de máquina pelas Forças Armadas levanta preocupações válidas e garantiu que o assunto está sendo discutido internamente. Ela disse ainda que essa tecnologia não será utilizada em ataques, mas apenas para reconhecer objetos em imagens.

Questionado pela publicação, o Departamento de Defesa dos Estados Unidos não deu mais detalhes sobre a participação da Google no projeto ou mesmo se outras empresas privadas estão envolvidas.

Cupons de desconto TecMundo: