Vai para os EUA? DHS agora vai recolher informações de suas redes sociais

1 min de leitura
Imagem de: Vai para os EUA? DHS agora vai recolher informações de suas redes sociais
Avatar do autor

O Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (DHS) anuncia uma mudança na maneira que vai tratar imigrantes. A partir do dia 18 de outubro, o DHS vai recolher informações de cidadãos em redes sociais e em buscas na internet. Segundo o departamento, a nova regra também afeta imigrantes que possuem um "green card" e até naturalizados.

Isso significa que o DHS vai recolher informações pessoais presentes no Twitter, Facebook, Instagram, LinkedIn e qualquer outra rede social aberta e não criptografada. Além disso, ainda não está claro se o DHS vai buscar o nome do cidadão no Google para checar resultados, ou se ele vai checar o histórico de buscas no Google.

No texto, está escrito o seguinte

  • "Expandir as categorias de registros para incluir o seguinte: país de nacionalidade; país de residência; o número de conta online do USCIS; identificadores de mídia social, pseudônimos, informações identificáveis associadas e resultados de pesquisa (...) Atualizar as categorias de fontes de registro para incluir informações publicamente disponíveis obtidas da internet, registros públicos, instituições públicas, entrevistados, provedores de dados comerciais e informações obtidas e divulgadas de acordo com acordos de compartilhamento de informações".

Algo que não parece óbvio, mas vai acontecer: cidadãos norte-americanos que possuem contatos com imigrantes também serão vigiados. Isso porque, como as conversas de imigrantes estarão sob vigilância, outras pessoas também serão afetadas.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Vai para os EUA? DHS agora vai recolher informações de suas redes sociais