A Coreia do Norte disparou um novo míssil balístico intercontinental nesta sexta-feira (28). De acordo com a BBC, o míssil fazia parte de um teste e atingiu uma altitude de 3 mil quilômetros, caindo em uma zona econômica exclusiva do mar do Japão.

No começo de julho, a Coreia do Norte lançou um míssil que, de acordo com a própria TV norte-coreana KCTV, teria o potencial para atingir "qualquer lugar no mundo" — o míssil se chamava Hwasong-14 e foi condenado por diversas nações pelo mundo.

O Japão pediu para Estados Unidos, Rússia, China e Coreia do Sul aumentarem as pressões contra a Coreia do Norte

De acordo com o The Washington Post, acredita-se que a Coreia do Norte tenha a capacidade de atingir as cidades de Denver e Chicago com o novo míssil.

Segundo o primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, o local em que o míssil caiu é um "espaço marinho no qual o país costeiro tem prerrogativas na utilização dos recursos naturais, tanto vivos como não-vivos, e responsabilidade na gestão ambiental (...) Uma reunião do Conselho de Segurança Nacional será convocada e o Japão tomará as medidas necessárias para garantir a segurança de seus cidadãos".

Shinzo Abe, segundo o G1, ainda comentou que a "ameaça contra a nação japonesa é concreta e real", pedindo aos Estados Unidos, Rússia, China e Coreia do Sul aumentem as pressões contra a Coreia do Norte.

Cupons de desconto TecMundo: