A gravação da conversa entre Joesley Batista, um dos donos da JBS, e Michel Temer ainda traz controvérsias para o Presidente da República. Agora, o Palácio do Planalto instalou um “misturador de voz” no gabinete da presidência a fim de evitar que conversas com o mandatário sejam gravadas.

O aparelho emite uma frequência sonora capaz de danificar as vozes registradas. Assim, a gravação é tomada por um ruído e fica inaudível, inutilizando o arquivo e evitando que o conteúdo registrado seja compreendido. Os gabinetes de ministros da República também foram equipados com o mesmo tipo de misturador.

Misturador de voz danifica o áudio e evita que possíveis gravações possam ser ouvidas

Vale ressaltar que é obrigatório deixar o celular do lado de fora do gabinete sempre que alguém faz uma visita ao Presidente. Entretanto, diante dos últimos escândalos, o Planalto se viu na necessidade de reforçar a segurança. Importante lembrar também que a gravação de Joesley Batista e Michel Temer não foi feita no gabinete do Presidente, mas sim no Palácio do Jaburu, a residência oficial da Vice-presidência.

Cupons de desconto TecMundo: