O que é mais importante para você: a liberdade e a privacidade ou a segurança pública? É possível encontrar um meio termo? Enquanto essas respostas ainda são debatidas, Vicente López, um município vizinho à cidade de Buenos Aires, na Argentina, resolveu seguir o ponto da segurança pública. Hoje, Vicente López possui uma força policial de 500 agentes e mais de 800 câmeras por todas as ruas — vale notar que o município é minúsculo quando comparado com metrópoles como São Paulo e ocupa uma área pouco maior que 30 quilômetros quadrados.

Agora, Vicente López está tocando um projeto de segurança pública que inclui a construção de oito unidades prevenção local. Tudo começou em 2011, com pouco mais de 80 câmeras anti-vandalismo nas paradas do principal sistema de transporte local, o Metrobus, que liga o município à capital argentina, além da incorporação de câmeras nas principais rotas escolares, reforçar a segurança nessas áreas.

O tempo de espera do cidadão em diversas situações acabou diminuindo

Ainda, o município instalou 100 câmeras especiais para uso veicular nos automóveis da Defesa Civil, que agora transmitem imagens à central de monitoramento urbano local (CMU) – tecnologia inovadora mesmo em países economicamente desenvolvidos. As câmeras são resistentes a impactos, vibrações e choques.

De acordo com declaração para a imprensa, o ponto alto do projeto da cidade inclui as câmeras IP de alta resolução espalhadas em prédios públicos e nas ruas — os dispositivos, em sua maioria, são da Axis Communications.

Uma das tecnologias presentes nas câmeras se chama Axis Q6000-E, que oferece 4 lentes Full HD com capacidade de visualizar uma área equivalente a 4 campos de futebol, enquanto simultaneamente dá zoom em detalhes da cena sem perder a visão total — vale notar que esta é a mesma tecnologia utilizada pela Polícia Militar de São Paulo. “Com este sistema de câmeras Axis de última geração, conseguimos com que nossa vizinhança se sinta segura e com que possamos responder rapidamente a quaisquer incidentes, seja um delito, uma discussão de trânsito ou a identificação de suspeitos”, informou a Secretaria de Segurança de Vicente López.

Como resultado, as autoridades comentam que o registro em tempo real de grande parte da cidade permitiu diminuir o tempo de espera do cidadão em diversas situações, como incidentes no trânsito.

Cidade argentina

Outros locais vigiados do mundo

Na Espanha, a Playa de Aro é um ponto turístico que tem um aumento de 119% da população local durante o verão. Com isso, o número de acidentes e delitos, obviamente, também some. Como teste, o destino turístico espanhol também instalou câmeras de videovigilância Axis com a capacidade de identificar em tempo real veículos suspeitos ou relacionados a delitos passados, em pontos estratégicos de entrada e saída da cidade.

México, Espanha, Rússia e Índia também contam com a tecnologia de vigilância

Puebla, no México, está com uma estratégia de segurança que inclui a instalação de 49 pontos de monitoramento ao longo de 49 km de estradas, com 147 câmeras de rede Axis. O governo também adquiriu drones equipados com 18 leitores de placas de veículos a serviço de três avenidas principais. Na prática, quando um veículo está envolvido em um incidente criminoso, por exemplo, a placa pode ser incluída no sistema imediatamente e a informação passada para as autoridades, para resgatar vítimas ou fazer detenções.

Os resultados práticos da instalação de câmeras em diversos ainda está sendo coletado e, em breve, deveremos ver um relatório. E então, o que você acha de iniciativas como essa? O que falta em sua cidade?

Cupons de desconto TecMundo: