Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro estão marcados para começar no dia 5 de agosto. Como se não bastassem os problemas de infraestrutura e outros fatores não muito felizes, como o vírus Zika, no RJ, as ameaças de terrorismo provenientes de canais com ligação ao Estado Islâmico estão aumentando.

De acordo com O Dia, extremistas islâmicos usaram o mensageiro Telegram para divulgar um "manual de ataque". Nele, são recomendadas 17 técnicas a serem usadas em atentados terroristas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

Segundo a especialista norte-americana em contraterrorismo, do grupo de inteligência SITE, Rita Katz, o manual contém instruções para ataques e até um cronograma de ações. No caso, os jihadistas indicam maneiras de se realizar atentados a aeroportos e meios de transporte públicos, esfaqueamentos, envenenamentos, sequestros de reféns e veiculações de falsas ameaças. Ainda, como obter armas no Brasil e causar acidentes de trânsito.

O EI está convocando os lobos solitários

Por último, Katz citou que, via Telegram, os extremistas islâmicos estão convocando os "lobos solitários" — pessoas que acreditam na causa do ISIS, porém não possuem canal de comunicação com o grupo, podendo agir por conta própria.

O grupo no Telegram que dá apoio ao ISIS, ou EI, é chamado de "Ansar al-Khilafah Brazil". Vale notar que essa foi a primeira vez que algum grupo da América do Sul deixou clara uma provável aliança com o Estado Islâmico.

Agência Brasileira de Inteligência

Ontem (19), a Agência Brasileira de Inteligência (Abin) divulgou uma nota oficial buscando tranquilizar a população:

"Todas as ameaças relacionadas aos Jogos Rio 2016 estão sendo minuciosamente apuradas, em particular as relacionadas ao terrorismo. Muitas são descartadas e as que merecem atenção são exaustivamente investigadas", comentou a Agência. "Devido à sensibilidade do tema, as ameaças são tratadas, de forma integrada, pelas unidades especializadas de enfrentamento ao terrorismo dos três eixos responsáveis pela Segurança dos Jogos Rio 2016 – Inteligência, Segurança Pública e Defesa".

Para finalizar a nota, a Abin disse que "os órgãos responsáveis pelo planejamento dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos" estão reafirmando "o seu compromisso com a garantia integral da segurança de todos os presentes ao grande evento".

Abin

De acordo com informações divulgadas pelo RJ, o contingente de segurança durante os Jogos Rio 2016 vai incluir 5 mil homens da Força Nacional de Segurança Pública, 22 mil oficiais das Forças Armadas (14,8 mil do Exército, 5,9 mil da Marinha e 1,3 mil da Aeronáutica), além do contingente fixo policial do Rio de Janeiro.

Cupons de desconto TecMundo: