Buscando aumentar sua proximidade com a comunidade de desenvolvedores, a Samsung realizou nesta segunda-feira (1) mais uma edição do seu Developer Day, evento que vem ao Brasil pela segunda vez. Em um espaço especial no MASP, em São Paulo, executivos da empresa falaram sobre o crescente mercado de smartphones, tablets e outras plataformas e explicaram como o envolvimento dos criadores de conteúdo é importante para a empresa.

Segundo o diretor de dispositivos móveis da Samsung, Roberto Soboll, hoje a fabricante vende cerca de 48 mil celulares inteligentes por hora ao redor do mundo e a estimativa é que 40% de todos os smartphones vendidos até o final de 2015 venham com capacidade de conexão via 4G. Ainda de acordo com ele, os aparelhos que estão no mercado possuem capacidades cada vez mais similares, o que torna o conteúdo embarcado neles um diferencial importante.

Para se aproximar dos criadores, a Samsung oferece SDKs para seus principais produtos, incluindo os dispositivos da família Galaxy, o sistema Tizen, os vestíveis Gear e as TVs inteligentes. Além disso, a empresa também disponibiliza um laboratório de testes remotos com gadgets dedicados, o que significa que você pode testar seus apps em celulares e relógios reais. Clique aqui para conferir o site do programa de developers da fabricante.

De olho no cliente

Além de explicar as arquiteturas de seus kits de desenvolvimento de aplicativos e incitar a criação de novas experiências para os dispositivos de realidade virtual e para a Internet das Coisas, os palestrantes do dia também deram dicas para criar aplicativos com boa experiência de uso. Segundo Daniel Risi, gerente de UX da Samsung, a principal tarefa dos criadores de apps é conhecer seus usuários, seus concorrentes, as plataformas e o processo de trabalho.

De acordo com ele, é preciso que os desenvolvedores não fiquem trancados no escritório, mas sim que eles se coloquem no lugar dos usuários e observem sua forma de agir. Risi afirma que a descoberta é um de quatro passos essenciais para criar aplicativos voltados para a experiência do público, envolvendo observação, simulação de situações e até mesmo perguntas diretas a pessoas que poderiam usar seu app.

Depois disso, o gerente diz que é essencial reunir as informações coletadas e descrevê-las em detalhes, organizando os pontos essenciais e complementares de forma clara e completa. A terceira etapa do processo de criação é o desenvolvimento em si, que começa com uma ou mais sessões de brainstorm e segue com a divisão e realização de tarefas. Por fim, o quarto estágio é a produção e teste de um protótipo, gerando um feedback essencial para o seu produto.

Cupons de desconto TecMundo: