O mercado de processadores para smartphones e tablets deve voltar a se aquecer em breve. Se hoje, a Qualcomm e seus Snapdragons são hegemônicas na disputa pelos flagships, há grandes chances de que outros nomes cresçam no mercado em breve. A Samsung já investe pesado nos Exynos fabricados por ela mesma, mas ainda são poucos os aparelhos equipados com eles. Pelo menos por enquanto!

Há grandes chances de que smartphones equipados com os processadores Samsung Exynos sejam cada vez mais frequentes a partir do segundo semestre deste ano. E é claro que a fabricante sul-coreana não reduziria os investimentos neste componente de hardware, uma vez que a produção “doméstica” pode baratear custos e trazer melhores resultados comerciais no futuro não muito distante.

E de acordo com fontes ligadas ao PhoneArena, a empresa já está pensando nisso há algum tempo, sendo que a prova está no início da preparação da próxima geração de chips. Segundo as já citadas fontes, a Samsung está trabalhando arduamente para conseguir otimizar os resultados obtidos até o momento, reduzindo o tamanho dos processos atuais para 14 nanômetros.

Se isso for possível, o Exynos da próxima geração — que pode se chamar Exynos 7890 — seria superior aos atuais Snapdragon 810, que utilizam processos de 20 nanômetros. Como já dissemos, isso deve ser confirmado apenas no segundo semestre, pois as possibilidades mais concretas são de que o Galaxy S6 — que deve ser apresentado em março — chegue ao mercado com os chips da Qualcomm.

Cupons de desconto TecMundo: