Mesmo lançando uma alta quantidade de smartphones com Android, a Samsung ainda não desistiu da plataforma Tizen, que pretende ser uma ameaça ao domínio da Google. Foram anos de expectativa, mas parece que agora vai: a fabricante sul-coreana apresentou oficialmente o Samsung Z, primeiro celular da indústria com o sistema operacional.

Segundo a Samsung, o sistema operacional é rápido e poderoso, enquanto o aparelho é destinado para "quem quer uma experiência de usuário diferenciada e um smartphone eficiente e leve". O sistema operacional terá gerenciamento avançado de memória e uma das inicializações mais rápidas do mercado. Há suporte completo para gráficos 2D e 3D, além de renderização otimizada para navegação na internet e maior fluidez no rolamento entre telas.

Há uma função chamada Ultra Power Saving Mode que permite que o aparelho funcione para ligações de emergência até em níveis mínimo de bateria. O sensor biométrico para registrar impressões digitais também está confirmado.

Especificações técnicas

  • Tela: 4,8" HD Super AMOLED (resolução 1280x720)
  • Processador: quad-core 2,3 GHz
  • Sistema operacional: Tizen 2.2.1
  • Câmera: 8 MP (traseira) e 2,1 MP (frontal)
  • Memória RAM: 2 GB
  • Armazenamento interno: 16 GB (suporta cartão microSD até de 64 GB)
  • Bateria: 2.600 mAh
  • Conectividade: WiFI 802.11 a/b/g/n, GPS, Bluetooth, USB 2.0, NFC
  • Medidas: 13,8 x 6,98 x 0,85 cm
  • Peso: 136 g

O Samsung Z será disponibilizado nas cores preta e dourada a partir de setembro deste ano. Inicialmente, a venda será na Rússia e outros mercados podem receber o aparelho em seguida.

O aparelho deve ser exibido com maiores detalhes nesta terça-feira (3) durante uma conferência para desenvolvedores do Tizen.

Cupons de desconto TecMundo: