(Fonte da imagem: Reprodução/Engadget)

Se você está prestes a começar negociações por patentes, pode ser bastante útil saber exatamente quanto outras companhias pagaram por elas, certo? A Samsung recentemente foi acusada em uma corte norte-americana de espionagem corporativa por realizar ações desse tipo para ganhar vantagens comerciais.

Ao que parece, o negociador legal da companhia, Seungho Ahn, disse à Nokia que conhecia os termos assinados pela empresa em seu acordo com a Apple, mesmo embora eles estivessem rotulados como “altamente confidenciais – somente para vista dos advogados”. Isso significa que esses papeis continham informações que a Samsung não poderia utilizar para ganhar vantagens em quaisquer negociações de patentes.

Documentos de corte mostram que até 50 funcionários da companhia coreana receberam cópias de acordos da Apple não apenas com a Nokia, mas também com a Ericsson, a Sharp e a Philips. A Samsung negou ter agido com má-fé, dizendo que “isso só seria uma violação se tivesse acontecido intencionalmente” e negando a necessidade de mais investigações.

E o veredito é...

O juiz norte-americano, Paul Grewal, ordenou que a acusada revelasse documentos e emails selecionados à Apple e fornecesse o testemunho de Ahn. O resultado dessas ações vai determinar a severidade de quaisquer sanções, se houver alguma, e possivelmente fazer o negociador da Samsung se arrepender de outra coisa que disse à Nokia: “todas as informações acabam vazando”.

Cupons de desconto TecMundo: