Depois de toda a repercussão negativa dos Galaxy Note 7 explosivos, agora a Samsungtem que lidar com um novo problema em seus produtos. 

Dessa vez, os protagonistas não são smartphones, mas sim eletrodomésticos produzidos pela empresa e vendidos nos Estados Unidos.

De acordo com a Comissão de Segurança de Produtos de Consumo dos Estados Unidos (CSPC, na sigla em inglês), 21 pessoas alegaram ter suas máquinas de lavar danificadas por pequenas ou médias explosões internas — havendo ainda um caso no Texas em que a parede próxima à máquina chegou a ser destruída pela violência da explosão.

O CSPC ainda diz que os problemas estão sendo vistos em máquinas produzidas entre março de 2011 e abril de 2016, mas não deu detalhes sobre os modelos que estariam sofrendo com isso. Vale dizer que essas explosões eram causadas por movimentos anormais, não havendo relatos de chamas envolvidas nos processos

Imagem obtida pela ABC News

Segundo a ABC News, a Samsung estaria investigando o caso. Em um comunicado, a empresa disse: "Em raros casos, unidades afetadas podem mostrar vibrações anormais que trazem risco de danos pessoais ou às propriedades quando a máquina está lavando roupas de cama, roupas pesadas ou resistentes à água. É importante notar que a Samsung completou centenas de milhões de lavagens sem incidentes desde 2011.".

A Samsung destaca que completou centenas de milhões de lavagens sem incidentes desde 2011

Por enquanto, não há informações completas do que poderá acontecer em seguida. Mesmo assim, a Samsung e o CPSC pedem para que os consumidores só lavem as peças já referidas nos modos "delicados". É importante dizer também que o número de incidentes é bem baixo, mas vem à tona em um péssimo momento para a empresa coreana.

Será que a imagem da Samsung vai passar ilesa a todo esse caos?

Cupons de desconto TecMundo: