A Samsung investiu quase US$ 3 bilhões em pesquisa e desenvolvimento de semicondutores no último ano e quase teve tudo isso jogado pela janela nesta semana. Segundo noticiou o site coreano Daum.net, um executivo da empresa foi preso tentando vender segredos industriais da Samsung para concorrentes chinesas. Esses segredos eram referentes especificamente aos processos de fabricação de chips mobile em escala de 14 nm e de 10 nm.

Essas tecnologias de fabricação são o grande destaque da Samsung na área, que ficou atrás apenas de Intel e Qualcomm em investimento em pesquisa e desenvolvimento no último ano. Os atuais processadores top de linha Exynos na companhia coreana são fabricados em 14 nm, e os próximos ficarão na escala dos 10 nm, um grande avanço tecnológico no segmento.

Espera-se que o Galaxy S8 chegue ao mercado com um chip Exynos de 10 nm, e há rumores também para a possibilidade de a Samsung fazer sua primeira GPU personalizada para o chip desse próximo top de linha. Com isso, a empresa deixaria de utilizar os “modelos crus” Mali da ARM.

Preso e processado!

Ainda sobre o crime, o executivo foi preso pela polícia local no Samsung LSI, divisão responsável por pesquisa nessa área, e será processado na justiça pela empresa. Não foram revelados nomes exatos das concorrentes que estariam por trás da tentativa de espionagem industrial, e também não sabemos se alguma informação útil chegou a ser enviada para elas.

Cupons de desconto TecMundo: