Durante um evento para a imprensa realizado recentemente em sua sede em São Paulo, a Samsung explicou as tecnologias e fez demonstrações de sua nova aposta para o mercado de TVs, as telas de pontos quânticos. Segundo a empresa, as novidades trazem uma série de vantagens sobre suas antecessoras e estão sendo preparadas para começar a chegar já em julho, bem a tempo de estarem na sua casa para as Olimpíadas.

Os aparelhos OLED já existentes usam luzes orgânicas brancas e filtros coloridos para atingir os resultados desejados, permitindo que as imagens façam uso de até 16 milhões de cores. Já as TVs SUHD com a tecnologia de pontos quânticos combinam LEDs azuis com uma camada de nanopartículas capazes de converter essa luz para vermelho e verde, permitindo que a combinação dessas tonalidades gere 1 bilhão de cores possíveis. Confira a explicação no vídeo a seguir:

Além de atingir um espectro muito mais abrangente de tonalidades, o sistema permite que as imagens exibidas contem com mais qualidade, fidelidade visual e um nível de brilho muito superior. Enquanto as OLEDs têm uma média de 500 nits (unidade de medida de intensidade de uma fonte de luz), os novos modelos têm uma nova tecnologia HDR e conseguem chegar a 1 mil nits.

Hoje, muitas produções cinematográficas e de televisão já usam a tecnologia HDR para garantir que o brilho e o contraste de suas obras tenham o melhor equilíbrio possível e, assim, mostrem muito mais detalhes para os espectadores. De acordo com a fabricante, as novas TVs SUHD de pontos quânticos poderão tirar o máximo proveito disso ao mesmo tempo em que contam com uma durabilidade três vezes maior do que a dos displays OLED.

Cumprindo o prometido

Segundo a Samsung, uma diferença importante entre os seus televisores e os da concorrência é o fato dos novos modelos SUHD da coreana contarem com o padrão de pixels RGB, capaz de atingir um contraste modular muito superior ao do RGBW usado pelas rivais. Na prática, isso significa que os novos aparelhos da companhia conseguirão entregar 95% da resolução 4K prometida, enquanto os outros dispositivos ficam limitados a 60% da qualidade total.

Para demonstrar essa afirmação, a Samsung colocou uma de suas novas TVs RGB ao lado de um modelo RGBW de uma concorrente não especificada. Usando um sistema para ampliar as imagens exibidas, era possível constatar que enquanto o display SUHD da coreana era capaz de reproduzir linhas de pixels de forma perfeitamente linear, a rival sofria com falhas que acabavam particularmente evidenciadas quando a tela reproduzia linhas finas.

Demonstração das diferenças de linearidade dos pixels das TVs RGB da Samsung e RGBW da concorrência

Ainda de acordo com a fabricante, essa diferença se tornará mais visível para o público a partir da chegada dos próximos dispositivos graças a exigências de órgãos como Comitê Internacional de Metrologia de Displays (ICDM, na sigla em inglês). A partir do próximo ano, a entidade emitirá certificados do contraste modular das TVs, que poderão ser utilizados na caixa dos produtos para facilitar a identificação do nível real de entrega da resolução prometida pelos aparelhos.

Interface nova e chegada às lojas

Por fim, a Samsung aproveitou a ocasião para demonstrar um pouco da interface da nova plataforma de smartTV que virá embarcada nos seus próximos aparelhos. Segundo os representantes da empresa, a ideia é permitir que os usuários tenham acesso a todos os recursos do dispositivo em uma tela só.

Dessa forma, será possível reproduzir facilmente o conteúdo de sua preferência – incluindo séries que você estiver assistindo via Netflix, por exemplo –, mexer nas configurações da TV, alternar entre dispositivos conectados e acessar apps instalados sem ter que navegar por uma série de telas de menus e submenus. E falando em aparelhos ligados, o sistema agora detecta automaticamente o que está ligado a cada porta e exibe o nome de cada produto, e não apenas indicações de entradas como HDMI 1 e HDMI 2.

A ideia da nova plataforma de smartTV do aparelho é que o usuário consiga "fazer tudo em uma tela só"

Prometendo um anúncio do lançamento oficial dos seus novos modelos de TVs SUHD de pontos quânticos para algum momento de julho, a Samsung não revelou os preços e tamanhos das telas dos produtos que devem chegar ao Brasil. No entanto, a companhia garantiu que algumas das novidades já estarão no mercado a tempo para as Olimpíadas e que a linha completa chegará de forma gradual às lojas.

Cupons de desconto TecMundo: